As mudanças na rotina durante a pandemia exigiram que novos hábitos fossem adicionados ao cotidiano de grande parte das pessoas.

Sendo assim, com a recomendação de distanciamento social para evitar a disseminação do corona vírus, a população tem passado grande parte do tempo em casa. Com isso, o tempo de uso dos aparelhos eletrônicos aumentou consideravelmente, principalmente telas de computador e smartphones, colocando a saúde ocular em risco.

Além disso, o temor de sair de casa para manter as consultas oftalmológicas em dia, põe em risco o tratamento, oferecendo perigos graves aos seus olhos.

Quais os riscos esse período oferece para saúde ocular?

O uso excessivo de eletrônicos, o adiamento de tratamentos oftalmológicos e ausência de check-up na visão podem resultar em consequências graves para sua saúde ocular.

Passar horas com o olhar direcionado para a tela de um dispositivo pode causar dores de cabeça, síndrome de olho seco, coceira e vermelhidão.

Outro fator que necessita de atenção é o adiamento das consultas médicas com o oftalmologista. Um número alto de pacientes tem deixado de realizar essas visitas ao especialista por medo de contrair o corona vírus. É compreensível o medo diante desse cenário, porém, é preciso estar ciente da necessidade de manter sua rotina médica, em prol da sua saúde ocular. Deixar de cuidar da visão por tempo indeterminado, impede que doenças sejam diagnosticadas precocemente, diminuindo as chances de tratamento bem-sucedido.

Além disso, algumas doenças como degeneração macular relacionada à idade, edema macular secundário à diabetes, oclusões vasculares, dentre outras, podem apresentar graves prejuízos, algumas vezes de forma irreversível, se a perda do seguimento / tratamento for suspenso.

Os cuidados necessários nesse período:

É evidente que os hábitos para manter a saúde em dia sofreram algumas alterações, e que é preciso se adaptar a eles. Veja algumas dicas que precisam estar inseridas em sua rotina.

1 – Não interromper as consultas com seu oftalmologista caso realize tratamento regular

Procure por clínicas que estejam tomando todos os cuidados recomendados pela OMS. É essencial que o espaço esteja cumprindo todas as regras, mantendo a segurança do paciente. Converse com seu oftalmologista para saber se esse é o seu caso.

2 – Descanse seus olhos de 20 em 20 minutos

Lembre-se de sempre oferecer um descanso a sua visão. De 20 em 20 minutos, tire os olhos da tela do dispositivo por alguns minutos. Olhe para um ponto fixo distante e descanse a sua vista.

3 – Evite levar as mãos ao rosto ou aos olhos

Uma das formas de se contrair o vírus é pelo olho. Por isso, tente evitar ao máximo esse hábito. Lembre-se de sempre lavar as mãos antes de tocar o rosto ou os olhos.

4 – Mantenha a higiene dos seus óculos e lentes

Manter-se higienizado é um dos fatores principais para evitar o contágio. No entanto, não são somente as mãos, roupas e aparelhos eletrônicos que necessitam da sua atenção para a limpeza. Seus óculos e lentes de contato também precisam e devem estar limpos. Após chegar de ambientes públicos, inclua seus óculos na limpeza, com auxílio de produtos que não prejudique a qualidade da sua lente.

5 – Preocupe- se com sua alimentação

Diversas vitaminas e antioxidantes atuam na qualidade da visão e podem ser encontradas em vários alimentos comuns. Alimentos ricos em vitaminas, como cenouras, couves, espinafres e legumes verdes, devem ser adicionados a sua dieta.

Porém fique atento, pois as dicas não dispensam a consulta com seu especialista! Não deixe de procurar um médico de confiança para atender suas necessidades.

Ficou interessado em marcar uma consulta? Tem alguma dúvida? Entre em contato pelo telefone ou WhatsApp: (21) 2493-8561.